Eu sou muito sozinho, mas ninguém percebe. Acham que por eu estar sorrindo, eu estou bem. Eu posso estar dando risadas, mas precisando de um abraço. Por que não?

Marcello Henrique 

Não sei se consigo perdoar. No fundo ainda me culpo. E acho que a gente sempre se culpa por uma coisa ou outra. Não sei se consigo perdoar o outro. É difícil. Tem coisa que não dá pra esquecer. Algumas cenas ficam na memória. A gente consegue ouvir direitinho a voz da outra pessoa dizendo aquele bando de palavras ruins. E aquilo fica ecoando na cabeça, maltratando o coração. Mesmo que eu diga tudo bem, você está perdoado, vou carregar tudo na lembrança. E vez ou outra a bagagem pesa demais, é preciso parar, descansar, tomar uma água e continuar. É preciso dar um tempo. Ele, o famoso tempo, aquele cara que ninguém gosta, mas que feliz ou infelizmente cura tudo. Tudo mesmo.

Clarissa Corrêa. 

— É pecado sonhar?
— Não, Capitu. Nunca foi.
— Então por que essa divindade nos dá golpes tão fortes de realidade e parte nossos sonhos?
— Divindade não destrói sonhos, Capitu. Somos nós que ficamos esperando, ao invés de fazer acontecer.

Dom Casmurro. 

Ele disse que não sabia falar palavras bonitas, mas disse que me amava, e aquilo foi a coisa mais linda que eu já ouvi.

Acalentava 

Tenho um problema de memória. Eu lembro demais.


Tô muito sentimental ultimamente, tenho que parar com essa viadagem.


as vezes eu me pergunto o que eu fiz de errado pra merecer tanta gente trouxa na minha vida


Me trata bem que eu trato em dobro, me trata mal que vai tratar uma vez só.


O fato é que todos nós queremos ser especiais na vida de alguém.


Sabe o que é o pior de ter um coração partido? Não se lembrar de como você se sentia antes.

Skins.  

Já fui a segunda opção de alguém e não gostei. Machucou, foi exaustivo, desisti. Então, que daqui pra frente tenha: amor na mesma intensidade, importância da mesma quantidade e duração com vocação pra eternidade.

Esgotada (via esgotada)

Qualquer dia desses eu paro de conhecer pessoas e passo a me conhecer melhor, vai que isso funciona.

O menino Charlie. 

Você disse some e eu somei. Eu disse some e você sumiu. Tudo na vida é só uma questão de interpretação.

Desconhecido. 

Eu amava você dormindo, de barriga pra baixo, os cachos espalhados no meu nariz, o suor na nuca secando ao longo da noite, sua barriga enchendo de ar de forma errada porque você respira mal. Eu amava você chamando seu bruxismo de vampirismo e depois dizendo que eu te deixava nervoso. Eu amava o medo que você tinha de eu te amar em tão pouco tempo e do sentimento ser grande o suficiente para eu perceber, colorir e decorar suas minuciosidades desimportantes. Amava sem você fazer nada, só respirando pesado, só lutando com seu peito angustiado, só perdido, só tentando ficar mesmo não sabendo como.

Tati Bernardi.